Notícias
  • TRABALHADOR TEMPORÁRIO NÃO É CONTABILIZADO PARA FINS DE COTA DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA
  • A Associação Brasileira do Trabalho Temporário, ASSERTTEM atuou como Assistente no processo sobre as cotas para Pessoas com Deficiência (PCD’s), que foi julgado pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) em agosto de 2017.


    O ministro Alexandre Agra Belmonte, em seu voto no processo, acolhendo a tese da associação, se mostrou favorável a não aplicação das cotas no Trabalho Temporário.


    Acesse na íntegra, o documento com o voto do Ministro.

ARQUIVO 1
Voltar